Queiroz Galvão adia início de produção de petróleo no campo de Atlanta

Queiroz Galvão adia início de produção de petróleo no campo de Atlanta

1777
COMPARTILHAR

Segundo informado pela Reuters, a Queiroz Galvão Exploração e Produção (QGEP) decidiu adiar o início de produção em Atlanta para 2017.

Em uma nota oficial da empresa, publicada em março de 2016, a data estimada para o início da produção no campo estava prevista para o último trimestre de 2016. O adiamento da produção foi justificado pela empresa como uma mudança no cronograma de entrega da plataforma, que ficará pronta apenas no começo de 2017.

De acordo com a ANP, Atlanta, localizado na Bacia de Santos no Rio de Janeiro, encontra-se em etapa de desenvolvimento (fase que antecede a produção). O consórcio de Atlanta tem operação da QGEP (30%) e conta com participações da OGPar (40%) e Barra Energia (30%).

A operação da QGEP em Atlanta ocorreu com um movimento de farm-in no bloco BS-4 (Rodada Zero) no começo de 2011. Em 2015, a Shell inclusive anunciou que comprou toda a produção antecipada de Atlanta.

A previsão da QGEP é iniciar a produção com 20 mil barris por dia (através de dois poços), podendo ser ampliado para 30 mil barris por dia com um poço adicional, a depender do mercado.

O Bloco BS-4 também originou o campo de Oliva, localizado a 17 km de Atlanta. Segundo a QGEP, o primeiro óleo de Oliva é esperado para 2021.

analysis (1)

Através do ANALYSIS, os usuários têm acesso ao acompanhamento das informações da produção de petróleo e gás natural no Brasil agrupadas por campo, plataforma e poço produtor. É possível verificar também os poços perfurados e a trajetória exploratória dos blocos.

A reprodução das imagens do sistema ANALYSIS, disponíveis em nosso site com a logomarca, ou das matérias geradas pela equipe EnergyWay é livre, desde que a fonte seja devidamente referenciada, incluindo o link de acesso.