O perfil de E&P no Brasil das empresas já aprovadas para a...

O perfil de E&P no Brasil das empresas já aprovadas para a Rodada 14 de concessão

1916
COMPARTILHAR

Por Luiz Ehlers (EnergyWay)

A ANP anunciou que, até o fechamento desse artigo, ao todo 36 empresas preencheram o formulário de inscrição para participação na 14ª Rodada sob o modelo de concessão. Desse total, 21 foram foram aprovadas.

Entre a lista das empresas há tanto nacionais quanto estrangeiras, incluindo algumas que ainda não tinham participação em exploração e produção no Brasil.

EMPRESAS NACIONAIS

  • GREAT ENERGY S.A 
  • IMETAME ENERGIA LTDA. 
  • PETRO-VICTORY ENERGIA LTDA. 
  • PHOENIX EMPREENDIMENTOS LTDA. 
  • QUEIROZ GALVÃO EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO S.A. 
  • VIPETRO PETRÓLEO S.A 
  • MUNCKS & REBOQUES BRASIL LTDA. 
  • PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS 

EMPRESAS ESTRANGEIRAS

AMÉRICA NORTE/CENTRAL

  • EXXONMOBIL EXPLORAÇÃO BRASIL LTDA. (EUA)
  • MURPHY EXPLORATION & PRODUCTION COMPANY (EUA)
  • GEOPARK BRASIL EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS LTDA. (Bermudas)

EUROPA

  • DEA DEUTSCHE ERDOEL AG (Alemanha)
  • WINTERSHALL DO BRASIL SERVIÇOS LTDA. (Alemanha)
  • BP ENERGY DO BRASIL LTDA. (Reino Unido)
  • SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA. (Reino Unido)
  • REPSOL EXPLORACIÓN S/A (Espanha)
  • TOTAL E&P DO BRASIL LTDA. (França)

ÁSIA/OCEANIA

  • CNOOC PETROLEUM BRASIL LTDA. (China)
  • KAROON PETRÓLEO E GÁS LTDA. (Austrália)
  • PETRONAS CARIGALI SDN BHD (Malásia)
  • PTTEP BRASIL INVESTIMENTOS EM EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS LTDA. (Tailândia)

EMPRESAS COM ATIVOS EM PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

Entre as aprovadas está a Shell Brasil, que é a segunda empresa com maior produção no Brasil, estando atrás apenas da Petrobras. A empresa está presente na operação dos campos Abalone, Argonauta, Ostra, Bijupirá e Salema, todos localizados na Bacia de Campos. A aquisição dos ativos da BG ampliaram mais ainda os seus ativos em E&P no Brasil. Com essa transação, a empresa passou a ter participação também nos principais campos do Pré-Sal: Lula, Sapinhoá e Lapa na Bacia de Santos.

Tanto a Queiroz Galvão Exploração e Produção (QGEP) quanto a Geopark estão presentes na produção do campo de gás não associado Manati na Bacia de Camamu-Almada. A QGEP possui ainda os campos em desenvolvimento (sem produção) como Atlanta, Oliva na Bacia de Santos, além de Camarão Norte, que está próximo a Manati na Bacia Camamu-Almada.

A Total E&P do Brasil recentemente adquiriu ativos da Petrobras e atualmente detém a operação do campo de Lapa na Bacia de Santos. O campo entrou em operação no final do ano passado e produz na camada Pré-Sal. A efetivação da transação ainda depende de trâmites jurídicos.

As empresas Vipetro e Phoenix Empreendimentos detém participações em campos terrestres. A Vipetro opera dois campos em terra no Espírito Santo: Tucano e Gaivota. A Phoenix Empreendimentos, por sua vez, detém participação como não operada em dois campos em terra na Bacia Potiguar: Periquito e Concriz. Ambos são operados pela UTC E&P.

CLIQUE PARA AMPLIAR

EMPRESAS COM ATIVOS EM EXPLORAÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

Muitas das empresas aprovadas já possuem contratos sob o modelo de concessão ainda em fase de exploração. A chinesa CNOOC (China National Offshore Oil Company), porém, está presente no contrato de partilha em Libra, onde a Petrobras é operadora. A CNOOC recentemente declarou suas intenções de ampliar seus ativos no Brasil.

Algumas aprovadas detém prospectos com destaque na mídia. Estes são perfurações promissoras em áreas ainda sem declaração de comercialidade.

Entre as empresas que possuem prospectos está a australiana Karoon, que possui um grupo de blocos ao sul da Bacia de Santos, onde estão Echidna e Kangaroo .

A britânica BP, embora ainda não possua ativos em produção no Brasil, detém a descoberta de Itaipu na Bacia de Campos. Foi nessa concessão essa que a empresa assumiu o controle pleno, comprando a parcela da Petrobras no bloco.

A Shell possui uma grande quantidade de blocos em exploração em mar na Bacia de Barreirinhas no estado do Maranhão, além do prospecto Gato do Mato em Santos.

A tailandesa PTTEP, embora não esteja presente na operação de blocos, é sócia da Shell em grande parte dos blocos em Barreirinhas, além de deter participação na concessão em terra no Espírito Santo ES-M-525 de operação da Petrobras.

A Great Energy É uma das empresas da Great Holdings Brasil, que detém ainda a Great Oil Perfurações e a Great Solutions. Em 2016, a Great Oil Perfurações celebrou um contrato de Farm-Out com a sociedade Alvopetro S.A. no bloco REC-T-107 na Bacia do Recôncavo (BA).

.A atuação das demais empresas pode ser consultada na tabela dinâmica abaixo.

NOVAS EMPRESAS

Por fim, a lista das aprovadas nos traz algumas empresas novas, que atualmente não detêm contratos de exploração e produção no Brasil.

Entre essas empresas estão as alemãs Dea Deutsche Erdoel e Wintershall, que já participou das primeiras rodadas de licitação em 2000 (R2) e 2001 (R3).

Ainda na lista estão a Petronas da Malásia e a americana Murphy. Como novidades entre as empresas brasileiras temos a Petro-Victory e Muncks & Reboques.